Icones: OFF: http://www.merrypic.com/files/jlvjequcwpg0s8lzcljr.ico http://www.iconj.com/ico/8/g/8gulktd3sd.ico http://www.imageboo.com/files/7jrisja3pe8b18nbdcsj.ico Circuito Rede Cerebral: Melhor método de se estudar a tabuada
segunda-feira, 31 de maio de 2010

Melhor método de se estudar a tabuada

Para cada pessoa há um modo diferente de se aprender multiplicação. Alguns têm mais dificuldades que outros, mas aprendem com o passar do tempo. Além do mais, depende da idade, do horário e lugar onde se estudará a tabuada.

Com relação à idade, crianças de 4 a 7 anos têm mais dificuldade de guardar os cálculos matemáticos por um longo período de tempo. Nessa idade, adição e subtração podem ser aplicadas em contextos que exijam raciocínio lógico, fundamental para o aprendizado da multiplicação e divisão. A partir dos 8 anos, com a base fundamental da matemática (adição e subtração), porá ser dada entrada no desenvolvimento do estudo da multiplicação e divisão.

A multiplicação é composta por fatores decisivos no aprendizado. A multiplicação de dois números resulta da soma de um deles repetido quantas vezes o outro número determinar: 2x5=5+5=10. E quando se invertem os valores, o resultado continua o mesmo: 5x2=2+2+2+2+2=10. Contudo, há muitas pessoas que sabem somar relativamente rápido, mas têm dificuldades na hora de uma multiplicação através do raciocínio lógico. Muitas delas não enxergam "5x2" como "2+2+2+2+2", tanto é que ao perguntar qual o resultado de "2+2" (ou qualquer outro valor e quantidade: 3+3+3; 4+4+4+4), e refazer a mesma pergunta, mas agora 2x2 (ou qualquer outro valor e quantidade referente à primeira: 3x3; 4x4), perceberá que a resposta da primeira virá muito mais rápido que a segunda.

Para quem procura aprender a Tabuada em pouco tempo, não há outra forma senão estudar repetidas vezes periodicamente. Algumas pessoas aprendem lendo, escrevendo ou ouvindo, já outras, em um combinado de todos os modos. Com relação à tabuada básica (do 1 ao 10), em dois ou três dias de estudo esforçado gerará uma sensação de “entendimento”. Na verdade, isso remete ao ato de Decorar; o entendimento da multiplicação foi explicado no parágrafo anterior. E para manter esse conhecimento “acessível” em sua memória, retome o conteúdo estudando a tabuada, e logo em seguida relate-a através da escrita ou em voz alta.

Fique atento quanto ao horário de estudo. Estude no período em que tem maior predisposição, pois certas pessoas são diurnas, outras noturnas, e aquelas que são vespertinas (naturalmente), tendo em vista o melhor aproveitamento do tempo. Já quanto ao lugar, obviamente, deverá ser silencioso, bem arejado, confortável, tudo para que não haja distrações (TV, rádio, computador, conversa, barulho em geral).

Outra prática de aprendizado implica em ensinar a outras pessoas a tabuada, lógico que após ter um conhecimento superficial da mesma. Entretanto, este mesmo método pode ser aplicado em qualquer área do conhecimento. Não se estresse com a tabuada, pois no começo pode parecer "muito difícil", mas não passa de impressão. O segredo é repetir, repetir, repetir, repetir, repetir, repetir, repetir, repetir, repetir, repetir, repetir, repetir... Repetir tantas vezes seja necessário até aprender, pois o conhecimento é acumulativo.

4 comentários:

Anônimo disse...

eu achei muto legal mas nao consigo gravar

Anônimo disse...

Eu estou no 8º ano, estudei tabuada durante 1 semana, repetindo todos os dias a tabuada do 7 que eu tinha dificuldade, agora eu sei! só falta a do 4, 6, 8 e 9.

Acho que era preguiça da minha parte, mas ajudou muito. Tirei 5 na prova que valia 6. Como eu sabia a tabuada do 7, passei mais tempo interpretando os exercícios do que fazendo conta nos pauzinhos rsrsrs.

Muito obrigado pelas dicas. Repetir várias vezes ajuda a decorar mesmo!

Anônimo disse...

nessa porra a pessoa n a aprende nada

Anônimo disse...

Seu cavalo.. no 8° ano e ainda não aprendeu a tabuada? se mate..

Postar um comentário

 
Subir